Como valorizar seu corpo através da roupa (seja ele qual for)
Foto: Divulgação (We heart it)

Você já deve ter passado por aquela situação chata de “nada fica bem em mim”, onde nos olhamos no espelho após colocar uma roupa qualquer e nos sentimos extremamente frustradas, e começamos a procurar defeitos em nós mesmas para tentar explicar o por que daquela roupa não ter ficado bem em você. Isso acontece, e muito. O que muitas vezes não se sabe, é que o problema não está em você: está na roupa que não valorizou o seu tipo de corpo.

Agora pense naquela situação em que você vestiu aquele jeans, ou aquele vestido que fez você se sentir maravilhosa. Você pode ter essa sensação sempre que se vestir!

Existem várias técnicas de stylist que te permitem valorizar o seu tipo de corpo, seja ele qual for. Para isto, o primeiro passo é identificar qual o seu tipo de corpo. São identificados 5 tipos principais com características marcantes:

Tipos de corpos
Da esqueda para direita: oval, ampulheta, retângulo, triangulo e triangulo invertido. (Foto: Aldo Magazine)

Oval

Este tipo de corpo tem como característica formas arredondadas. Geralmente esta pessoa está acima do peso em relação a sua altura. Seu pescoço é largo, os ombros e quadris são da mesma largura e não há marcação na cintura.

Ampulheta

Cintura marcada, ombros e quadris ficam na mesma linha. As curvas são suaves e proporcionais, os seios geralmente são médios.

Retangular

Possui formas equilibradas, sendo o ombro, quadril e cintura com proporções semelhantes. Pouca marcação na cintura. Em geral possui pernas finas e corpo magro.

Triangulo

O tipo de corpo clássico das brasileiras, também conhecido como “pera” ou “violão”, possui quadris mais largos que os ombros, cintura marcada. O busto geralmente é pequeno a médio, e os braços finos e bem desenhados.

Triangulo invertido

Neste tipo de corpo, os ombros são mais largos que os quadris, a cintura geralmente é reta, costas largas e pernas longas e finas.

Como valorizar seu corpo através da roupa (seja ele qual for)
Foto: Divulgação (We heart it)

Após identificar o seu, partimos para a vestimenta: o segredo de tudo, está em valorizar o que você já teme gosta e disfarçar o que não gosta.

– Para quem tem o corpo oval: O foco é desviar a atenção da barriga e mostrar partes finas do corpo, como pulso, colo e tornozelos, além de marcar a cintura. Chamar a atenção para o rosto e pernas também são boas opções.

Procure utilizar tecidos maleáveis, fluidos e estruturados, que não marquem o corpo. Fuja das peças muito justas ou muito largas, pois dão a impressão de mais volume. Modelagens simples e cores escuras ficam ótimas em você. Roupas com detalhes verticais são o ideal para disfarçar a barriga. Procure sempre deixar pele a mostra, como o decote (U e V te valorizam!). Roupas muito fechadas, com gola alta não ficam bem. Ah, você pode (e deve!) usar e abusar de looks monocromáticos (confere esse post aqui). As blusas até metade dos quadris são ideais, além de calças retas.

Para valorizar as pernas, deixe-as a mostra com saias (de preferência retas, a menos que seja da cintura) e vestidos na altura do joelho. Calçados que mostram o peito do pé são ótimos pois alongam a silhueta (evite as tiras).

Nos acessórios utilize os com detalhes vazados, pois não criam volume, e nada de colares curtos!

 

– Para quem tem o corpo ampulheta: Já que você já tem tudo no lugar, o importante é manter assim! Aproveite sua cintura e suas formas equilibradas.

Modelagem reta na parte inferior ficam ótimas. Utilize estampas, detalhes e modelagem que desenhe suas curvas. Cintinho na cintura é praticamente obrigação, ainda mais para se usar com casacos! Valorize seus braços usando regatas e blusas que os deixem a mostra. Tecidos fluidos e produções monocromáticas ficam super bacana! Tenha como foco a sua cintura e nunca(!) a esconda. Evite tecidos estruturados, calças amplas e abotoamento duplo.

 

– Para quem tem o corpo retângulo: Para você, é necessário adicionar curvas para equilibrar, e/ou pode também desviar o olhar dela para outras regiões do seu corpo.

Recortes, cintos (que não contrastem com a roupa) e faixas são seus melhores amigos para criar uma impressão de cintura. Procure aumentar os quadris com ajuda de saias rodadas, calças com bolsos volumosos, bolso faca e pantalonas. Além disso, você também pode desviar o olhar da sua cintura, deixando mais a mostra o colo com a ajuda de decotes e colares. Detalhes de modelagem como pregas e babados ficam ótimas e ajudam a criar um volume, além de tecidos fluidos. Use e abuse de bijuterias chamativas, pois chama a atenção para o rosto. Para as bolsas, procure as arredondadas. Fuja de roupas muito largas e golas altas.

 

– Para quem tem o corpo triângulo: Você precisa equilibrar os seus ombros com os seus quadris, além de marcar a cintura e alongar o corpo, principalmente se você estiver acima do peso ideal.

Modelagens retas na parte de baixo do corpo são ideais, além de cores escuras. Procure destacar os ombros, com blusas chamativas, lenços e maxi colares. Procure deixar os braços a mostra. Uma combinação poderosa é a calça boca de sino e salto alto. Se você tiver as pernas grossas, use sapatos com saltos grossos para equilibrar. Bolsas para levar na mão são as ideais. Evite calças e saias muito justas ou camisas com punhos chamativos.

 

– Para quem tem o corpo triângulo invertido: Deixar a região dos ombros mais leve e criar curvas na região do quadril é tudo que você precisa, além de deixar essas pernocas de fora!

Para a parte inferior do corpo, procure utilizar estampas e detalhes chamativos. Saias com volumes e rodadas são ótimas opções e equilibram a silhueta. Chame a atenção para o pescoço. Suas camisas e blusas devem ter detalhes sempre na vertical, próximas ao pescoço ou no centro do corpo. Mangas com detalhes e blusas com babados na barra desviam os olhares dos ombros. Evite decote canoa, leggings, calças skinny e saias e vestidos “coladinhos” ao corpo. Bolsas transpassadas são a melhor opção para você!

 

Para finalizar, gostaria de lembrar que são apenas dicas e truques, não são regras a serem seguidas. Nada substitui o seu gosto e estilo pessoal. Use sempre aquilo que faz você se sentir bem, isso é mais importante que qualquer outra coisa.

 

Fonte: Delas; Marie Claire; M de Mulher;

Tags:, , ,